Negação

 

” A negação é o ato de recusar a realidade. Ela nos atinge quando ocorre alguma coisa que contraria o que achamos que deveria estar acontecendo ou o que queremos que aconteça. É uma reação normal quando sucede algo doloroso demais.

Projetada para nos auxiliar a absorver as situações dolorosas, a negação é um mecanismo de defesa que nos ajuda a evitar sentirmos uma enxurrada de emoções intensas todas de uma vez, para recebermos as coisas aos poucos. É uma parte saudável, normal e vital do processo de luto. Na verdade precisamos da negação. Os problemas com a negação ocorrem quando não conseguimos nos mover ou não caminhamos além dela, quando nos cega continuamente ou quando nos recusamos a ver e aceitar a realidade depois que o choque inicial passou.

A negação começa a causar problemas quando não permite a um cônjuge aceitar que o casamento acabou. Por exemplo, os cônjuges em negação podem aborrecer seus parceiros querendo ficar ou podem retardar o processo legal. A negação é normal no início do processo de luto, mas, se continua por muito tempo, pode ser bastante destrutiva.

Em geral, uma pessoa que permanece presa na negação não está recebendo o apoio emocional adequado para aceitar a situação difícil. Procurar pessoas solidárias (amigos ou outras pessoas acolhedoras que também podem ser honestas com você a respeito do que veem) ou profissionais do divórcio pode ajudar imensamente quando alguém está preso nesta fase”.

Susan Pease Gadoua – Mais forte a cada dia

About The Author

Dani Teixeira

Formada e pós-graduada em algo que nunca lhe deu prazer. Conheceu o coaching, enfrentou um divórcio complicado, abandonou a advocacia no serviço público, fundou a Reconstruindo Histórias e passou a trabalhar apenas com o que ama: ajudar outras pessoas a reconstruírem suas histórias. Hoje é Master Coach, Analista Comportamental e Membro da SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching.

Ei! Participe deixando seu comentário! Não custa nada... :o)