Cada um de nós tem um ponto frágil que precisa ser cuidado com mais atenção!

Quando alguma parte da vida está aborrecida, sem graça ou difícil de ser contornada, é sinal de que você precisa dar mais atenção a essa parte, mas tem gente que quando tem um problema vira avestruz, enfia a cabeça no buraco e espera o problema passar. Será que adianta?

Claro que  não!
Se você perceber alterações de humor, de disposição para suas atividades, aumento de tensão e diminuição da alegria de viver, pare e veja o que pode fazer para mudar isso.
E não vai ser na farmácia mais próxima que você vai comprar uma vida mais bacana. É preciso conquistar com esforço a alegria de viver! Parece simples demais pra ser verdade, mas as lições que você precisa aprender estão dentro de você!
Não consegue sozinho? Se estiver preso aos problemas, pense na possibilidade de pedir ajuda a um terapeuta. Se for apenas uma questão de falta de foco e planejamento, procure um coach.
Desenvolva resiliência porque uma pessoa resiliente não se abate com facilidade, não culpa os outros pelos seus fracassos, ela luta!
Pensamentos como “tudo é difícil”, “não consigo mudar o rumo da minha vida” ou “ninguém faz nada por mim”, derrubam qualquer pessoa!
Se você não consegue se livrar deles, faça alguma coisa! Não fique parado esperando a vida passar!
A gente sabe que toda mudança pode trazer insegurança, medo do novo. Bate aquela vontade de manter o velho e confortável “conhecido”  por ser mais confortável, mas se você não fizer nada, a tendência é de que os problemas fiquem cada vez piores e surjam sintomas como angústia e depressão.
O autoconhecimento é a base para qualquer mudança de vida e a ajuda de um profissional pode facilitar muito esse processo. Na vida podemos ser problema ou solução. Se você for só o problema, as pessoas não vão gostar de ficar do seu lado, porque você vai se tornar uma pessoa amarga. Mas, se você for solução, terá chance de conquistar a maturidade com sabedoria. Cada um escolhe o seu caminho! Você já escolheu o seu?

Resiliência pra quê?

Na vida é preciso desenvolver a resiliência para conseguir ultrapassar as fases da adolescência, sair da fase adulta, ir para velhice, enfrentar mudanças como de solteiro para casado, emprego novo, divórcio, aposentadoria, etc.
Quem não tem resiliência fica conhecido como “homem de vidro” – aquele que se “quebra” diante de qualquer pressão. E olha que tem gente que se quebra com pressões bem estranhas: porque está chovendo, porque o filho vai viajar, porque tem que mudar de horário na faculdade, porque levou um fora da namorada, etc.
Eu aprendi que não adianta brigar com problemas! Quando você não os soluciona de forma adequada, eles voltam, voltam e lhe dão uma rasteira maior ainda.
A felicidade, como já mencionou um grande autor, não é a ausência de problemas. A ausência de problemas é o tédio. A felicidade são grandes problemas bem administrados.
Mas nem tudo está perdido para você que perde o controle diante do primeiro obstáculo.
É possível desenvolver resiliência. Desenvolva a sua!
Os textos sobre resiliência foram retirados do site: www.marisapsicologa.com.br

About The Author

Dani Teixeira

Formada e pós-graduada em algo que nunca lhe deu prazer. Conheceu o coaching, enfrentou um divórcio complicado, abandonou a advocacia no serviço público, fundou a Reconstruindo Histórias e passou a trabalhar apenas com o que ama: ajudar outras pessoas a reconstruírem suas histórias. Hoje é Master Coach, Analista Comportamental e Membro da SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching.

Ei! Participe deixando seu comentário! Não custa nada... :o)