Abra os Olhos e Mude suas Atitudes!

“Seja a mudança que você quer ver no mundo” ― Dalai Lama

Pare, pense e reflita. Você realmente sabe o poder que as palavras possuem? Nós podemos transformar o nosso dia a dia apenas mudando as nossas palavras e atitudes. Claro, não é a coisa mais fácil do mundo, por um motivo muito simples: as nossas atitudes são retratos dos nossos pensamentos.

Nada melhor para exemplificar o que estou dizendo que esse vídeo rápido e emocionante:

Um vídeo curto, mas com um grande significado.  Podemos tirar pelo menos uma grande lição dele:

Os seus pensamentos e atitudes vão definir o seu destino! 

Enquanto aquele homem comprou para si o papel de vítima, de coitado, não conseguia mais do que alguns trocados. Não fosse a ajuda daquela mulher generosa, continuaria assim por dias, meses, talvez por anos, quem sabe até o fim de sua vida! Entretanto, a partir do momento em que a mulher trocou as palavras do texto, tudo se transformou para melhor, as moedas se multiplicaram. Por que isso aconteceu?

A antiga mensagem era: “Sou cego, por favor, me ajude”. Quais eram os pensamentos e atitudes daquele homem? Sou um coitado, digno de pena e por isso preciso da ajuda de quem passar por aqui.

A nova mensagem era muito mais impactante, causava simpatia em quem lia: “É um lindo dia e eu não posso vê-lo”. A frase conseguia despertar nas outras pessoas sentimentos mais nobres como o da compaixão e até admiração. Quem lia aquela mensagem provavelmente pensava alguma coisa parecida com isso: “nossa, uma pessoa cega e mesmo assim consegue enxergar mais do que muitos, pois sabe admirar coisas simples como a beleza de um novo dia! Ele merece ser ajudado, pois já me tocou com seu exemplo!”

Quantas oportunidades deixamos para trás por causa da maneira como encaramos os nossos desafios? É por isso que eu sempre digo que a verdadeira mudança acontece de dentro para fora. Se você mudar a maneira como enxerga o mundo, tudo pode melhorar, como se fosse mágica! Mas isso não é um truque, trata-se apenas do poder transformador que a mudança de mentalidade e postura conseguem provocar, e isso faz toda a diferença nos seus relacionamentos, no trabalho e em qualquer área da sua vida.

Se o mendigo do vídeo perceber a grande lição que recebeu, ele nunca mais será o mesmo, vai deixar de ser o coitado para ser o admirado e, quem sabe, até deixará às ruas para ensinar as pessoas como superar as dificuldades.

E a mulher que o ajudou, o que dizer então? Ela conseguiu demonstrar ao mendigo e a todos nós que a maior caridade que podemos praticar não é dando alguns trocados, mas sim, como dizem popularmente, “ensinando a pessoa a pescar”. Conseguiu provar ao homem que para ele sair daquela situação precisava pensar, agir e falar diferente.

A grande maioria das pessoas acredita que caridade é dar alguns trocados, roupas, comida, enfim, algo material, palpável, consumível. Mas para mim, a verdadeira caridade consiste em oferecer um ombro amigo a quem precisa, tentar tocar o coração do outro com seu exemplo positivo, com as suas atitudes. Quem você acha que fez mais diferença no vídeo, a pessoa que se dispôs a entregar moedas ao homem ou a mulher que trocou a frase do cartaz?

Que eu, você e todo mundo que ler esse texto possamos fazer o papel da mulher generosa que consegue transformar a vida de quem está ao nosso redor. Mas se você estiver na situação do mendigo, precisando de ajuda, que esse vídeo consiga tocar o seu coração para perceber o quão maravilhoso é o nosso mundo e como temos ainda que aprender e ensinar. Talvez seja esse o caminho para felicidade:

“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina” – Cora Coralina

Autora: Dani Teixeira

PS: Gostou? Cadastre-se e receba por e-mail conteúdo gratuito e de qualidade sobre relacionamento amoroso, convivência familiar, divórcio e coaching. No final do cadastro, tenho uma surpresa para você:

Botão Facebook

PS2: Se não tiver Facebook, você pode se cadastrar AQUI.

Se você achou esse artigo interessante, compartilhe com seus amigos nas redes sociais e nos ajude a divulgá-lo:

About The Author

Dani Teixeira

Formada e pós-graduada em algo que nunca lhe deu prazer. Conheceu o coaching, enfrentou um divórcio complicado, abandonou a advocacia no serviço público, fundou a Reconstruindo Histórias e passou a trabalhar apenas com o que ama: ajudar outras pessoas a reconstruírem suas histórias. Hoje é Master Coach, Analista Comportamental e Membro da SLAC – Sociedade Latino Americana de Coaching.

Ei! Participe deixando seu comentário! Não custa nada... :o)